segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

SAUDADE OU PASSADO






Nada é mais,
como era antes de você chegar
lembro daquela canção, na noite em que tudo findou
com gosto amargo de partida
com cara de nunca mais na vida

Mas tudo isso passou
como passam as pessoas passaros e aviões
e a PRIncesa escolheu seu principe
entre poetas, pobres e parlapatões

Nada é mais,
como era antes de tua partida
partiu em pedaços o momento

um velho romance
uma roupa guardada
uma capa de chuva
um velho sorriso guardado
pelo afago meu
um velho poema
aquela canção
que você mais gostava
tudo isso guardado
num relicário chamado saudade ou passado

Quero num amor renascer
abra-se abracem-se
as portas do meu coração
numa qualquer manhã revêr
a dona daquele perfume, puro,
mas perfume vão.



2 comentários:

  1. é um pokim d cada!!heheh
    bjz kelinda valeu a visita..seja sempre bem vinda

    ResponderExcluir

salve valeu pela visita!!!!volte sempre